Imprensa

TVH-Dinamica inclui fluido de freio ATE no portfólio

TVH-Dinamica inclui fluido de freio ATE no portfólio

O fluido DOT4 da ATE, elaborado para que o sistema de freio trabalhe tanto em elevadas quanto em baixas temperaturas, é indicado para todos os tipos de veículos.

A TVH-Dinamica, empresa especializada em distribuição de peças, acessórios e inovações para as linhas de movimentação, industrial e agrícola, apresenta mais uma novidade no portfólio – fluido de freio DOT4 da ATE, marca de componentes de freio do Grupo Continental para o mercado de reposição. O produto atende às especificações originais, podendo ser aplicado em todos os veículos e, principalmente, naqueles que são equipados com freios ABS. 

O novo fluido de freio foi desenvolvido com viscosidade e especificações exclusivas que proporcionam rápida resposta no sistema de frenagem, além de manter maior ponto de ebulição por absorver menos umidade do ar. 
 “O fluido DOT4 foi elaborado para que o sistema de freio trabalhe tanto em elevadas quanto em baixas temperaturas, mantendo suas características e trazendo eficiência à frenagem em qualquer situação”, afirma Paulo Acosta, gerente comercial da TVH-Dinamica.

Em condições de alta temperatura de trabalho, por exemplo, o fluido evita a formação de vapor de água e, consequentemente, o acúmulo de bolhas de ar no sistema, proporcionando mais segurança nas frenagens e resposta mais rápida ao sistema quando o pedal do freio é acionado.

Outro fator relevante, que leva ainda mais segurança à frenagem é a alta temperatura de ebulição (260º) do fluido, que evita a formação de vapor de água e bolhas de ar no sistema. O ponto de ebulição úmido em 165ºC, o ponto de fulgor em 200ºC, a estabilidade térmica em cerca de 5ºC e a viscosidade que varia entre -40ºC (máximo em 1400 mm²/s) e 100ºC (mínimo em 2 mm²/s).

Dica do fabricante - O fluido de freio é o meio pelo qual a força mecânica aplicada no pedal do freio é transformada em pressão hidráulica para o acionamento dos freios nas rodas. Por absorver a umidade do ar, se caracterizando como um fluido higroscópico, a ATE recomenda revisões periódicas do ponto de ebulição e do nível do fluido.

É essencial que o motorista também fique atento ao nível do reservatório. Caso o mesmo esteja baixo, há a possibilidade de estar ocorrendo vazamentos ou desgastes de material e, neste caso, é melhor é substituir o antigo fluido por completo.