Imprensa

Alguns cuidados na hora da manutenção de empilhadeira

Seguir os intervalos recomendados pelo fabricante para fazer a manutenção e a reposição de peças é fundamental para garantir a vida útil da empilhadeira.

Uma aliada da área de logística, a empilhadeira facilita a movimentação e organização de grandes volumes de cargas e leva também agilidade às operações em diversos setores, como aéreo, terrestre, ferroviário e marítimo. Mas, é preciso ficar atento à manutenção da empilhadeira para evitar paradas inesperadas. “A manutenção da empilhadeira e a reposição de peças devem ser realizadas seguindo os intervalos recomendados pelo fabricante”, comenta Claudio Henrique Martins, supervisor da linha industrial da TVH-Dinamica, ressaltando que, caso a empilhadeira seja utilizada mais de 8 horas por dia ou usada em locais muito sujo deve-se antecipar a manutenção.

Martins explica que o operador deve fazer apenas algumas verificações na empilhadeira, como se há vazamentos, analisar as condições dos pneus, garfos, protetores, estado das mangueiras, correntes e ancoragem, nível do óleo, filtro de ar, líquido do radiador, entre outras inspeções básicas. No entanto, a reparação da empilhadeira deve ser realizada sempre por uma equipe capacitada, pois serviços mal feitos podem ocasionar graves acidentes.

Durante a manutenção, também é preciso cuidado para que não ocorram incidentes. “Em hipótese alguma o reparo deve ser feito com o porta garfos levantado, bem como as partes móveis precisam estar presas às partes não móveis”, recomendou o supervisor. É aconselhável que as rodas das empilhadeiras estejam calçadas para que não ocorra a movimentação da empilhadeira.

Seguir as recomendações do fabricante é muito importante para garantir a vida útil das empilhadeiras”, conclui.